27 de novembro de 2022 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

ESTRESSE

Estresse

O estresse é uma resposta do organismo perante determinados estímulos. Estes, em geral, representam circunstâncias súbitas ou ameaçadoras, não necessariamente circunstâncias negativas. Para que o indivíduo possa se adaptar à nova situação, o corpo desencadeia reações que ativam a produção de hormônios tais como adrenalina, catecolamina e cortisol. Isso deixa o indivíduo em “estado de alerta” e em condições de reagir – lutar ou fugir.

É isso que vivemos em nossa vida cotidiana, seja por que razões forem, sempre estaremos sob a influência do estresse: quando vamos atravessar uma avenida movimentada, quando vamos nos submeter a uma prova, ou vamos fazer alguma consulta médica e o médico solicita a realização de algum exame específico; ou, na vida social, amorosa, familiar, sempre estamos em situações que nos desafiam.

Nesse sentido, o problema não é o estresse, mas como lidamos com ele!

Claro, sempre podemos procurar evitar situações causadoras de estresse, mas não é desse evitável que estamos falando. O estresse do dia a dia pode ser detectado, e de posse desse saber, podemos aprender a gerenciar, manejar e não sofrer com ele.

Nesse período que estamos vivendo, após dois anos e meio de pandemia, a qualidade de vida de toda a população sofreu uma queda considerável, não apenas no que se refere ao medo material da doença, mas todas as fantasias de doença e morte que invadiram nossa vida mental e emocional. Não é porque os níveis de contágio e de mortalidade caíram que os efeitos dessa pandemia deixaram de ser sentidos por todos. Relatos chegam diariamente aos nossos consultórios ou clínicas, onde o foco principal é o medo: medo de perder o emprego, medo de ter que voltar ao trabalho – ou aula presencial, medo de contrair uma forma mais agressiva da doença, e por aí vai.

Então, pare um minuto, olhe ao seu redor e pense: como está meu nível de estresse hoje? Tem sido difícil de lidar com o dia a dia? Estou em tensão ou irritado a maior parte do tempo?

O primeiro passo para melhorar seu enfrentamento do estresse é literalmente olhar para ele! Entende-lo para que então seja possível buscar formas de autocuidado.

Já sabemos o quanto o estresse acumulado e crônico pode trazer prejuízos para a saúde cardiovascular. 

Então, por que não começar a cuidar disso desde já? 

Nunca se falou tanto em estresse, crises de ansiedade ou crises de pânico, e é por isso que estamos procurando avaliar o nível de estresse das pessoas nesse período difícil de tantas incertezas

Estamos utilizando essa escala (ESCALA DE ESTRESSE PERCEBIDO) para que você possa responder de maneira objetiva; não existem respostas certas ou erradas, não haverá julgamento e seu nome não será divulgado ou revelado sob nenhuma circunstância.

Ao acessar o link que dá acesso à escala você estará dando seu consentimento em participar dessa pesquisa, e desde já agradecemos por sua participação.

BUSCA EM NOTÍCIAS




Siga-nos