26 de setembro de 2022 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

FAROFAS: MITOS E VERDADES

Farofas: mitos e verdades

Juliana Kato, diretora executiva do Departamento de Nutrição da SOCESP – Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, responde sobre o tema


Farofas podem ser aliadas da dieta? 

A farofa caseira podem ser uma aliada de uma dieta saudável, desde que seja feita em casa com ingredientes naturais, devendo ser contabilizada dentro das recomendações nutricionais do dia a dia. 


Por que as compradas prontas não são indicadas? 

As farofas prontas são feitas em sua grande maioria a partir da farinha de mandioca e de milho, ou seja, são ricas em carboidratos. Uma colher de sopa (35g) possui em média 140kcal, o que equivale a aproximadamente a um pão francês ou uma lata de refrigerante de cola. Além disso, as farofas prontas possuem em sua composição gordura saturada que fazem mal para o coração por aumentarem o colesterol ruim (LDL) e uma alta quantidade de sódio. 

Por isso, atenção para aquelas pessoas que consomem a farofa pronta diariamente e em grandes quantidades. 


As caseiras podem ser feitas com quais farinhas? Quais as mais recomendadas?

A versão caseira mais recomendada e de fácil acesso é a feita com flocos ou farelo de aveia.


As versões caseiras podem se aliadas de dietas de emagrecimento? 

Podem ser sim, para quem ama e não abre mão da farofa junto as refeições, a farofa feita com a aveia pode ser uma opção, uma vez que é rica em fibras solúveis que são chamadas de beta-glucanas, e trazem saciedade para quem consome. Mas atenção ao seu preparo, as pessoas costumam colocar manteiga, bacon, óleo, linguiça, entre outros alimentos que podem deixar a farofa gordurosa e mais calórica. 


Quais ingredientes podem ser adicionados para deixá-las mais saudáveis? 

Aqui vale utilizar a criatividade, algumas dicas de alimentos que podem ser preparados junto a aveia são a cebola, alho, salsinha, coentro, cenoura, oleaginosas (amêndoas ou castanha do pará, caju), ovo, uva passa, banana da terra, farinha de linhaça, etc.

 A aveia por ser rica em fibra solúvel (beta-glucana) também fazem bem para a saúde do coração, por ajudar a diminuir o colesterol e a glicemia. 


É possível substituir uma refeição com farofa? Para tanto, quais ingredientes deveriam ser adicionados? 

A farofa não deve ser utilizada como substituo de refeição e sim como um acompanhamento da refeição.


É possível fazer uma farofa low carb? 

Sim, uma farofa low carb pode ser feita com farinha de maracujá, linhaça, coco e amêndoas, que possuem uma quantidade menor de carboidrato quando comparada a farofa pronta ou de aveia. Mas aqui também vale a regra de observar quais os outros ingredientes que serão utilizados no seu preparo, pois low carb não é sinônimo de uma quantidade menor de calorias.


A farofa pode substituir as fontes de carboidratos de uma refeição? Qual a quantidade recomendada? 

O ideal é não substituir, uma vez que os outros alimentos possuem vitaminas e minerais essenciais para a saúde, mas caso ocorra de substituir a farofa pelo carboidrato (1 colher de sopa com 140 kcal) a dica é não ultrapassar 3 colheres de sopa. 


BUSCA EM NOTÍCIAS




Siga-nos