14 de julho de 2020 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM A PROFª DRA. ROXANA MEHRAN SOBRE O CONGRESSO VIRTUAL DE CARDIOLOGIA

“O Congresso da SOCESP é uma das maiores reuniões mundiais anuais em educação/ciência do mundo e considero uma das melhores”, afirma a professora Roxana Mehran, do Mount Sinai School of Medicine, em Nova York


Entrevista com Roxana Mehran

A professora de Medicina e diretora de Pesquisa Cardiovascular Intervencionista e Ensaios Clínicos do Mount Sinai School of Medicine, em Nova York, Roxana Mehran, participará do Congresso Virtual da SOCESP, que começa na próxima segunda-feira (29 de junho). Ela concedeu uma entrevista para a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. A palestra da professora Roxana Mehran será em 1° de junho das 18h45 às 19hs.

SOCESP: Qual é a importância de participar do Congresso Virtual da SOCESP durante um período tão desafiador? 

Roxana Mehran: O Congresso da SOCESP é uma das maiores reuniões mundiais anuais em educação/ciência do mundo e considero uma das melhores. Sinto que, neste momento difícil, como não conseguimos viajar para os eventos, ter um local educacional on-line para nos manter atualizados sobre os mais recentes diagnósticos de doenças cardiovasculares e tratamentos são de fundamental importância e necessários.

SOCESP: O tema da sua palestra será “Consistência com NOACs em Eficácia e Segurança em Subgrupos de Alto Risco na Prevenção de Acidente Vascular Cerebral na Fibrilação Atrial”. Que novidades trará sobre o assunto? 

Roxana Mehran: Agora, temos amplas evidências da superioridade do NOACS em comparação aos antagonistas da vitamina K, para reduzir o sangramento (ICH) e o Acidente Vascular Cerebral. Os dados são consistentes em pacientes AF submetidos a intervenção percutânea, e em subgrupos de pontos de acordo com o sexo, doença renal crônica, etc. Estou ansiosa para compartilhar esses dados com todos vocês.

SOCESP: Na sua opinião, como os cardiologistas podem incentivar seus pacientes a manter os tratamentos durante uma pandemia? 

Roxana Mehran: As doenças cardiovasculares continuam sendo a principal causa de morte em homens e mulheres em todo o mundo, mesmo com a atual pandemia. Precisamos educar nossos pacientes e médicos sobre da atenção primária para continuar encaminhando o paciente para procedimentos de diagnóstico e revascularização. Os hospitais estão trabalhando duro para manter os pacientes seguros, com excelentes medidas para minimizar o risco de infecção por Covid-19. Pacientes com sintomas de insuficiência cardíaca e ataques cardíacos devem ser levados rapidamente ao hospital.


BUSCA EM NOTÍCIAS




Siga-nos