26 de setembro de 2022 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

COLESTEROL: MOCINHO OU VILÃO?

"Você sabe o que é colesterol? Você já tentou a redução, mas mesmo assim os níveis ainda continuam alto mesmo tirando todos os alimentos possíveis da sua dieta?
Pois é, talvez seja porque você deveria entender melhor.
Seria muito legal se você conhecesse o profissional habilitado para fazer o tratamento correto sem restrições drásticas.
É disso que vamos falar nesse Matéria. 

Colesterol “Mocinho” ou “Vilão”
Ele não é exatamente uma gordura, embora seja tido como tal. Na verdade, trata-se de um álcool complexo que só viaja pelo corpo na companhia de dois famosos transportadores o LDL (conhecido como “mau” colesterol) e o HDL (conhecido como “bom” colesterol).O colesterol pode ser “mocinho” quando os seus níveis estão adequados pois ele é essencial para diversos processos orgânicos em nosso corpo, entre eles, a formação das células, produção de hormônios e vitamina D, entre outras funções. Porém quando seus níveis estão elevados ele recebe o papel de “vilão” pois o ser humano necessita de uma quantidade pequena de colesterol no sangue, produzida quase que totalmente pelo fígado. O excesso se acumula na parede das artérias aumentando riscos cardiovasculares, como infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral. 

Agora que você já sabe o que é colesterol e que seu excesso é prejudicial a sua saúde, confira alguns tópicos importantes:

Pessoas magras podem ter colesterol alto?  - É importante saber que ter excesso de peso não significa ter colesterol alto. Pessoas magras também têm colesterol alto. Isso porque os níveis de colesterol no sangue dependem muito mais da taxa de remoção do colesterol pelo fígado, que é genética. Se você tem um parente de primeiro grau (por exemplo: pai, mãe, irmãos) com colesterol alto, sua chance de ter colesterol alto é maior. Procure um cardiologista e verifique seus níveis de colesterol 

O excesso de LDL (colesterol ruim) causa doenças cardiovasculares? – O LDL se deposita, sem dar sintomas, na parede interna das artérias e gradualmente vai formando uma placa chamada ateroma. Estes ateromas vão obstruindo gradualmente as artérias e podem acabar causando infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral. 

Todos acima de 10 anos devem dosar o colesterol ?- Todos os adultos e crianças acima de 10 anos devem dosar o colesterol e suas frações pelo menos uma vez. Se elevados, deve-se consultar um Cardiologista e o Nutricionista para definir o risco cardiovascular individual e planejar um tratamento adequado quando necessário, sendo medicamentoso como papel do médico e alimentar do nutricionista.

O tratamento é preventivo e para vida toda ? - O tratamento do colesterol deve ser preventivo e para a vida toda. O objetivo é reduzir o risco cardiovascular. Não adianta tratar por um período e depois abandonar o tratamento, pensando em cura. Na verdade, não se busca uma cura e sim um controle que pode ser feito por medidas de estilo de vida ou medicamentos.

É importante o estilo de vida saudável ? - O estilo de vida é muito importante na redução do riscos cardiovasculares. Evitar o sedentarismo, evitar comer alimentos com gordura saturada e evitar fumar são medidas importantes a serem seguidas. Os alimentos que mais aumentam o risco são:  o bacon, a pele da carne das aves, a manteiga, o creme de leite, a nata, as frituras, as salsichas, e embutidos e a carnes quando consumidos em excesso. Por isso a importância de fazer um acompanhamento nutricional com o nutricionista, para definirem juntos um plano alimentar adequado para a rotina diária e preferencias de cada indivíduo. Lembre-se não existe alimento proibido e sim adequação alimentar de acordo com sua condição clínica. 


Valéria Arruda Machado
Nutricionista.
 Mestre e doutora em ciências pela UNIFESP na área de cardiologia.
 Autora do livro Nutrição em cardiologia.
Diretora cientifica do departamento de nutrição da SOCESP Biênio 2022-2023