23 de abril de 2021 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

48% das pessoas que morreram em Wuhan, vítimas de coronavírus, tinham pressão alta.


Segundo relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, os hipertensos estão entre os principais alvos de complicações pelo coronavírus. Na China, um estudo feito em Wuhan, com pacientes infectados, mostrou que 48% daqueles que morreram tinham pressão alta. O índice de hipertensos caiu pela metade (24%) entre os que se recuperaram bem. Por esse motivo, de acordo com especialistas da SOCESP, o ideal para os hipertensos e demais pessoas do grupo de risco é tentar evitar, ao máximo, o contágio, tomando as medidas de isolamento e recomendações dos órgãos públicos de saúde e mantendo a rotina de cuidados habituais para o controle da pressão. 


BUSCA NO SITE

Acesso restrito

Siga-nos

Últimas notícias