06 de julho de 2022 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

05 BENEFÍCIOS AO PARAR DE FUMAR

Uma das principais funções do nosso sistema respiratório é manter uma adequadaoxigenação (O2) e eficiente remoção de dióxido de carbono (CO2) do sangue eessas substâncias percorrem a corrente sanguínea ligadas aos glóbulos vermelhos.Além disso, temos cílios por toda a traquéia e brônquios que filtram, aquecem eumidecem o ar que inalamos com objetivo de proteger o sistema respiratório deressecamentos, desequilíbrio de temperaturas e agressão por partículaspoluentes.  Todas as partículas inaladasgrudam na camada de muco (secreção) que lubrifica o sistema respiratório e sãolevadas por esses cílios em direção da boca e é o reflexo de tosse um dos responsáveispor expulsar essas impurezas.

            Ao longo do tempo, com a exposiçãoàs substâncias contidas no cigarro (cerca de 9mil atualmente) todas essasestruturas que protegem e garantem um bom funcionamento do sistema respiratóriosão danificadas. A fumaça do cigarro faz com que haja perda dos cílios e os quesobram funcionam de forma mais lenta, facilitando a entrada de partículas queagridem os pulmões e aumentando a chance de infecções e outras doençasrespiratórias. Em uma tentativa de conter a agressão, o organismo responde aumentandoa produção de muco, o famoso pigarro do fumante. Todas essas alterações deixamas vias respiratórias mais vulneráveis e provocam inflamação do sistemarespiratório. O processo inflamatório agride os alvéolos, estruturas responsáveispela troca do CO2 com o oxigênio no pulmão. Eles funcionam como “bexigas” quese enchem quando puxamos o ar e por serem bem elásticos murcham permitindo queo ar saia. Com a inflamação crônica promovida pela exposição ao cigarro essacapacidade elástica dos alvéolos vai se perdendo e eles vão sendo aos poucosdestruídos, deixando o pulmão mais duro e com maior dificuldade de se encher eesvaziar, causando o enfisema pulmonar.

            A fumaça do cigarro é resultado daqueima do tabaco e do papel e todo processo de queima/combustão libera monóxidode carbono (CO). O CO é um gás incolor, inodoro e inflamável, altamente tóxicosendo considerado um asfixiante químico dependendo da quantidade que forinalado. A toxicidade deste gás ocorre porque quando em contato com o sangue, eletem preferência em ser transportado pelo glóbulo vermellho quando comparado como oxigênio, porém não possui nenhuma função para o nosso organismo, só ocupa olugar do oxigênio que é extremamente importante para que todos nossos órgãosfuncionem de forma eficiente. Esta ligação do monóxido de carbono com o glóbulovermelho é irreversível e chega uma hora que o organismo não consegue maisequilibrar essa situação, por isso que quando fumantes desenvolvem doençasrespiratórias mais graves precisam utilizar oxigênio suplementar. A falta deoxigênio no sangue também pode gerar cansaço e falta de ar, limitando arealização de atividades simples do dia a dia.

            Quando a pessoa para totalmente defumar, após 2 horas não há mais nicotina circulando no sangue, após 8 horas onível de oxigênio se normaliza no sangue, entre 1 a 9 meses sintomas como tossee falta de ar melhoram e já no primeiro mês há queda nos valores de monóxido decarbono no sistema respiratório e no sangue. Os cílios iniciam seu processo derestauração nos primeiros 15 dias após a cessação do tabagismo e retomam suaeficiência total após 6 meses, voltando a proteger com eficiência o sistemarespiratório. As alterações nos alvéolos infelizmente são irreversíveis, então quantoantes as pessoas pararem de fumar, menor a chance de desenvolver enfisemapulmonar e outras doenças respiratórias mais graves.

            É importante lembrar que todas asformas de consumo de tabaco acarretam essas alterações, seja fumo de corda,cigarro industrializado, cigarro de palha, cachimbo, rapé, narguilé, cigarroseletrônicos, entre outros, e cada um deles vai expor o indivíduo de uma formadiferente às agressões ao sistema respiratório.

            O tabagismo é uma doença e possuitratamento. A mudança do estilo de vida e orientações para driblar os sintomasde abstinência e a fissura ajudam no processo de cessação. O que você devefazer? Evite as situações que desencadeiam a vontade de fumar e funcionam comogatilho pra você, mude rotinas e comportamentos que faziam você acender ocigarro automaticamente. Principalmente nos 3 primeiros meses! A vontadeintensa de fumar, que é a fissura, dura alguns minutos, cerca de 5 mais oumenos e diminui com o tempo. Neste momento beba água gelada, respire fundo, tenterelaxar, faça uma caminhada e tente se distrair. Procure ajuda profissional evença esta batalha!

 

Referências:

https://www.who.int/news-room/questions-and-answers/item/tobacco-health-benefits-of-smoking-cessation#

 

https://www.paho.org/pt/101-razoes-para-parar-fumar-0#:~:text=Entre%202%20a%2012%20semanas,metade%20da%20de%20um%20fumante.

 

Arcas, CS; Lin-Wang, HT; Umeda, IIK; Souza, MG; Utiyama, DMO; Hirata,MH; Mansur, AP; Nakagawa, NK. Smoking load reduction is insufficient todownregulate miR‑301b, a lung cancer promoter. Sci Rep 10, 21112(2020). https://doi.org/10.1038/s41598-020-78242-0

Nicola ML, Carvalho HB, Yoshida CT, Anjos FM, Nakao M, Santos U de P,Farsky SH, Rubin BK, Nakagawa NK. Young “healthy” smorkers have functional andinflammatory changes in the nasal and lower airways. Chest. 2014;145(5):998-05.

 

Utiyama DMO, Yoshida CT, GotoDM, Carvalho TS, Santos UP, Koczulla AR, Saldiva PHN, Nakagawa NK. The effectsof smoking and smoking cessation on nasal mucociliary clearance, mucusproperties and inflammation. Clinics. 2016;71(1):344-350.