18 de agosto de 2022 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

SÓDIO E SAL NÃO SÃO SINÔNIMOS


Quando falamos nos malefícios do consumo excessivo de sal, o primeiro ponto a esclarecer é que sódio e sal não são sinônimos. O sal é o ingrediente culinário que mais contém sódio em sua composição (40%) e é ele, portanto, o grande vilão desta história: é responsável pela elevação da pressão arterial que, por sua vez, é uma das causadoras das doenças cardiovasculares. 


Restringir o consumo excessivo de sal e prestar mais atenção nos rótulos dos industrializados, onde o sal prevalece, são caminhos para ter mais qualidade de vida.


E qual é o consumo ideal? Segundo a OMS, o uso diário não deve ultrapassar 5 gramas de cloreto de sódio (sal de cozinha) ou 2 gramas de sódio.


#saúde #coração #sal #doençascardiovasculares