06 de dezembro de 2021 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

CAFÉ DA MANHÃ, ESSENCIAL OU NÃO?

Por, Juliana Kato.



O que é considerado o café da manhã?


A primeira refeição do dia que é ingerida dentro de 2 h após acordar e normalmente não deve ser depois das 10h00, e devem representar cerca de 20 a 35% da necessidade de calorias diárias. 

Qual a relação entre o café da manhã com crianças?


O sobrepeso / obesidade infantil é uma preocupação de saúde pública no século XXI, isso porque crianças e adolescente com obesidade têm maior risco de desenvolver doenças crônicas, como diabetes mellitus, doenças cardiovasculares e colesterol alterado em idade adulta. Uma recente pesquisa mostrou que as crianças que não tomam café da manhã têm um risco maior de 43% de desenvolverem obesidade quando comparadas aquelas que fazem esta refeição regularmente. Porém esses resultados foram observado de maneira pontual, pois não há muitos estudos na literatura que avaliam essa relação ao longo do tempo. 



E em adultos o café da manhã também é importante?


Umrecente estudo que avaliou 200.000 adultos mostrou que aqueles que pulam estarefeição foi casualmente associado à obesidade, porém este foi um estudoobservacional, ou seja, podemos verificar uma associação entre pular café damanhã e obesidade, mas não sabemos se a omissão desta refeição seja umaconsequência da obesidade e não uma causa.

Mas o que seria um café da manhã saudável?


O nosso Guia Alimentar para População Brasileira traz oito sugestões de café da manhã com alimentos in natura ou minimamente processado, são eles:



·         Café com leite, bolo de milho e melão

·         Leite, cuscuz, ovo de galinha e banana

·         Café com leite, tapioca e banana

·         Café, pão integral com queijo e ameixa

·         Café com leite, pão de queijo e mamão

·         Café com leite, bolo de mandioca, queijo e mamão

·         Suco de laranja natural, pão francês com manteiga e mamão

·         Café com leite, cuscuz e manga

O Guia Alimentar pode ser acessado através do site: https://guiaalimentar.org.br/



O que dizem as principais recomendações nacionais einternacionais sobre o café da manhã?

 

Estes concordam em suas declarações de que o consumo diáriode café da manhã é recomendado por fornecer uma ingestão suficiente de macro emicronutrientes, manter o peso corporal e melhorar as funções cognitivas. Emcontraste, pular o desjejum está associado a lipoproteínas plasmáticas (como oLDL, considerado o colesterol ruim) e glicemia de jejum elevadas e ingestãoinsuficiente de micronutrientes. (3).

A American Heart Association publicou um parecer em 2017,onde observou que 74% das pessoas que não tomavam café da manhã não atingemdois terços da quantidade recomendada de vitaminas e minerais em comparação com41% dos que realizavam. Este parecer conclui que: “com base nos dados deintervenção epidemiológica e clínica combinados, o consumo diário de café damanhã entre os adultos dos EUA pode diminuir o risco de efeitos adversosrelacionados ao metabolismo da glicose e da insulina. Além disso, umaconselhamento nutricional abrangente que apóie o consumo diário de café damanhã pode ser útil na promoção de hábitos alimentares saudáveis ​​ao longo dodia”.


Referências:

1.       ArdeshirlarijaniE, Namazi N, Jabbari M, Zeinali M, Gerami H, Jalili RB, et al. The link betweenbreakfast skipping and overweigh/obesity in children and adolescents: ameta-analysis of observational studies. J Diabetes Metab Disord.2019;18(2):657–64.

2.       Lopez-MinguezJ, Gómez-Abellán P, Garaulet M. Timing of breakfast, lunch, and dinner. Effectson obesity and metabolic risk. Nutrients. 2019;11(11):1–15.

3.       WicherskiJ, Schlesinger S, Fischer F. Association between Breakfast Skipping and BodyWeight—A Systematic Review and Meta-Analysis of Observational LongitudinalStudies. Nutrients [Internet]. 19 de janeiro de 2021;13(1):272. Available at:https://www.mdpi.com/2072-6643/13/1/272

4.       GibneyMJ, Barr SI, Bellisle F, Drewnowski A, Fagt S, Livingstone B, et al. Breakfastin human nutrition: The international breakfast research initiative. Nutrients.2018;10(5):1–12.

 

BUSCA EM NOTÍCIAS




Siga-nos