15 de outubro de 2019 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

Apesar de rara, a ocorrência de problemas cardíacos empraticantes de atividade física pode causar óbito

A exaustão do organismo durante atividades físicas faz comque o coração trabalhe mais do que o normal. E se ele não estiver em ordem,graves problemas podem acontecer, como o infarto agudo do miocárdio e a paradacardiorrespiratória, levando até à morte súbita. Por isso, realizar umaconsulta com um cardiologista antes de praticar exercícios é essencial.

Para debater esse assunto, a Socesp (Sociedade deCardiologia do Estado de São Paulo), Regional Piracicaba, promove palestradirecionada à comunidade médica sobre Morte Súbita no Atleta, com aparticipação do cardiologista pós-graduado em Medicina Esportiva Dr. RicardoContesini Francisco. O encontro será realizado em 23/5, das 19h30 às 21h30, naAPM Piracicaba.

Segundo a presidente da Regional, Dra. Juliana BarbosaPrevitalli, é importante que os profissionais de saúde aprendam sobre o tema."Normalmente, quando ocorre uma morte súbita em atleta, ele já tinha umadoença cardíaca pré-existente. Por isso, é fundamental realizar umainvestigação, principalmente antes de a pessoa começar a praticar esporte dealto rendimento", afirma a especialista.

De acordo com a cardiologista, a incidência destes casos émínima (cerca de 0,75% para cada 100 mil homens e 0,13% a cada 100 milmulheres). No entanto, a ocorrência fatal pode ser evitada. "Na maioriadas vezes, esses casos ocorrem durante ou imediatamente após o exercício físicovigoroso", comenta Dra. Juliana.

No futebol, diversas ocorrências de óbitos de atletasocorreram nos últimos anos. O caso mais recente foi o do árbitro Victor HugoHurtado, da Bolívia, que morreu no domingo, 19, após sofrer duas paradascardíacas durante partida do campeonato nacional. Já em 2009, o atacantemexicano Antonio de Nigris teve um ataque cardíaco e não resistiu. Em 2004, o atletaSerginho, do São Caetano, morreu durante partida contra o São Paulo.

O Dr. Ricardo Contesini explica que a atividade físicanormalmente previne problemas cardíacos, mas quando o atleta tem alguma doençajá existente, a situação pode se complicar. "O esforço físico também é um gatilho para as complicaçõescardíacas, por isso é muito importante fazer exames para saber se existe algumarestrição que poderia evoluir para um caso clínico mais grave", finaliza.

 

 

Serviço

Morte Súbita no Atleta

Data: 23 de maio de 2019

Horário: das 19h30 às 21h30

Local: APM Piracicaba (Avenida Centenário, 546, Piracicaba).

Inscrições: http://socesp.org.br

 

Sobre a SOCESP

A Socesp - Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo éuma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1976. Regional da SociedadeBrasileira de Cardiologia e Departamento de Cardiologia da Associação Paulistade Medicina, conta com cerca de 8 mil sócios. Os principais objetivos da Socespsão contribuir para a atualização dos cardiologistas do estado e difundir oconhecimento científico gerado pela própria Socesp aos profissionais da saúdeque atuam na Cardiologia e para a população.

 

Atendimento à Imprensa

Ricardo Viveiros & Associados – Oficina de Comunicação

Lívia Velasco – livia.velasco@viveiros.com.br  

RaphaelPozzi - raphael.pozzi@viveiros.com.br

Telefone: (11) 3675-5444

Site: www.viveiros.com.br

Editoria: www.biografiaempresarial.com.br

Twitter: www.twitter.com/RVComunicacao

Facebook: facebook.com/RicardoViveirosComunicacao

BUSCA NO SITE

Acesso restrito

Siga-nos

Últimas notícias