13 de novembro de 2019 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

Em 11 de outubro, foi celebrado o Dia Mundial de Combate à Obesidade. Apesar disso, o Brasil não tem muito a comemorar: estudo apresentado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) mostra que 22,1% dos brasileiros são obesos. Significa dizer que quase uma a cada quatro pessoas convivem com o problema no País. A taxa cresceu 74% de 1996 a 2016, segundo a pesquisa.

O cardiologista José Francisco Kerr Saraiva, presidente da Socesp, salienta que são muito preocupantes esses dados. “O crescimento desses índices tem impacto direto na ocorrência de doenças cardiovasculares”, alerta, lembrando que obesidade e sobrepeso são fatores de risco para insuficiência cardíaca, infarto e acidente vascular cerebral. “Além disso, são causas de doenças como diabetes e hipertensão, as quais também provocam problemas cardiológicos”.

Portanto, é fundamental conter o avanço da obesidade e do sobrepeso e buscar uma redução de seus índices de ocorrência entre os brasileiros. “Essas são medidas decisivas para reduzirmos o número de mortes por doenças cardiovasculares em nosso país”, afirma o presidente da Socesp, revelando que o melhor meio de se fazer isso é conscientizar a população.

Ainda segundo a pesquisa da OCDE, cerca de 25% das mulheres e 18,5% dos homens brasileiros são obesos. A Índia, com apenas 3,9% de incidência de obesidade, é o país com menor índice entre os estudados, enquanto os Estados Unidos contam com 35,4% da população obesa.

“É importante que médicos, de todas as especialidades, profissionais de saúde, ambulatórios, hospitais, postos de atendimento do SUS, clínicas particulares, escolas, empresas e famílias constituam uma grande corrente de esclarecimento sobre a gravidade da obesidade e sobrepeso. O poder público também precisa mobilizar-se”.

As pessoas precisam mudar seus hábitos, deixando de comer em excesso, consumindo álcool de modo muito moderado, mantendo uma dieta diária saudável e nutritiva e fazendo exercícios físicos, de acordo com suas possibilidades. “Tal atitude bastaria para que reduzíssemos os índices de obesidade e sobrepeso e evitássemos milhares de óbitos por doenças cardiovasculares, que matam cerca de 380 mil brasileiros por ano”.

Obesidade e sobrepeso

Sobrepeso e obesidade, embora ambos possam ser prejudiciais à saúde, são diferentes, caracterizando índices distintos de acúmulo de gordura corporal. A Organização Mundial de Saúde (MS) tem uma tabela para medir o Índice de Massa Corporal (IMC), utilizada para controle do peso e acompanhamento nutricional das pessoas. Quanto maior o índice, mais graves são os riscos cardiovasculares:


Sobre a SOCESP

A Socesp - Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1976. Regional da Sociedade Brasileira de Cardiologia e Departamento de Cardiologia da Associação Paulista de Medicina, conta com cerca de 8 mil sócios. Os principais objetivos da Socesp são contribuir para a atualização dos cardiologistas do estado e difundir o conhecimento científico gerado pela própria Socesp aos profissionais da saúde que atuam na Cardiologia e para a população.

Atendimento à imprensa

Ricardo Viveiros & Associados — Oficina de Comunicação 

Lívia Velasco — livia.velasco@viveiros.com.br 

Raphael Pozzi - raphael.pozzi@viveiros.com.br 

Telefone: (11) 3670-5424 

Site: www.viveiros.com.br 

Editoria: www.biografiaempresarial.com.br 

Twitter: www.twitter.com/RVComunicacao 

Facebook: facebook.com/RicardoViveirosComunicacao

BUSCA NO SITE

Acesso restrito

Siga-nos

Últimas notícias