13 de novembro de 2019 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

Mesmo sabendo que a prática regular de atividades físicas é uma das maneiras mais eficazes de combater fatores de risco como obesidade, hipertensão, diabetes e colesterol, quase metade da população paulistana não praticou qualquer exercício nos últimos 12 meses. O importante alerta foi divulgado em pesquisa da Rede Nossa São Paulo, apresentada no final de setembro. 

De acordo com o Dr. José Francisco Kerr Saraiva, presidente da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, é preconizado pela Organização Mundial Saúde (OMS) que praticar ao menos 150 minutos de atividade física por semana já agrega benefícios à saúde. “Hoje, sabemos que os exercícios são fundamentais para a redução de índices de fatores de risco a problemas cardiovasculares, como colesterol e hipertensão. Além disso, diminuem o cansaço, melhoram a qualidade do sono, controlam o estresse e aumentam a autoconfiança e o bem-estar”, diz o especialista. 

Segundo o levantamento, apenas 37% dos paulistanos praticam esporte ou fazem exercícios físicos; 15% praticaram nos últimos 12 meses, mas não atualmente; e 48% não praticam e nem praticaram nesse período. Vale lembrar que atividades como corrida ou caminhada, bicicleta, além da natação, consideradas aeróbias, melhoram a circulação e a respiração. A musculação fortalece os músculos e ossos, além de contribuir para o controle do peso corporal. Antes de iniciar qualquer prática esportiva consulte um médico. 

Dados atuais do Ministério da Saúde mostram que, nos últimos 13 anos, o índice de obesidade no Brasil aumentou 67,8%. O problema já alcança 19,8% da população. Ou seja, um a cada cinco brasileiros pode ser considerado obeso, com maior recorrência nas mulheres: 20,7% da população feminina apresentam obesidade, contra 18,7% dos homens. 

A pesquisa da Rede Nossa São Paulo mostrou, também, que as mulheres são as mais sedentárias: 64% delas não praticam atividades físicas. A falta de tempo (39%) é o principal motivo apresentado. Questões econômico-financeiras (24%) e preguiça e desmotivação (20%). 

“Precisamos estabelecer na nossa rotina a prática da atividade física. Qual é o exercício recomendado? Aquele que você consegue fazer com regularidade e prazer. As doenças cardiovasculares tiram a vida de 360 mil brasileiros por ano. Porém, ao mudar hábitos e nos afastarmos dos fatores de risco, podemos sim mudar essa realidade ”, afirma Dr. Saraiva.

Sobre a SOCESP 

A Socesp - Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1976. Regional da Sociedade Brasileira de Cardiologia e Departamento de Cardiologia da Associação Paulista de Medicina, conta com cerca de 8 mil sócios. Os principais objetivos da Socesp são contribuir para a atualização dos cardiologistas do estado e difundir o conhecimento científico gerado pela própria Socesp aos profissionais da saúde que atuam na Cardiologia e para a população. 

Atendimento à Imprensa 

Ricardo Viveiros & Associados — Oficina de Comunicação 

Lívia Velasco — livia.velasco@viveiros.com.br 

Raphael Pozzi - raphael.pozzi@viveiros.com.br 

Telefone: (11) 3670-5424 

Site: www.viveiros.com.br 

Editoria: www.biografiaempresarial.com.br 

Twitter: www.twitter.com/RVComunicacao 

Facebook: facebook.com/RicardoViveirosComunicacao

BUSCA NO SITE

Acesso restrito

Siga-nos

Últimas notícias