16 de setembro de 2019 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

Sem exageros, consumir café pode ser benéfico ao coração

O Dia Mundial do Café, em 14 deabril, deve ser comemorado com cautela pelos amantes da bebida. Isso porque,apesar de o grão conter polifenol, substância antioxidante que diminui osriscos de doenças cardíacas, se consumido em excesso ele pode provocar efeitosadversos ao organismo.

Segundo a diretora do Departamentode Nutrição da Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo), Profa.Dra. Nágila Damasceno, a ingestão máxima indicada é de três xícaras por dia, resultandoem 40 mL de café expresso e 110 a 150 mL de café filtrado, quando não há restriçãomédica. Este consumo é benéfico e pode reduzir os níveis elevados de pressãoarterial e a quantidade de radicais livres, diminuindo os danos que essesprodutos podem causar à saúde cardiovascular.

Porém, se o consumo for em doseselevadas, o café pode provocar efeitos adversos. "Os pacientes comalterações cardiovasculares podem apresentar aumento no nível de colesterolcirculante", diz a Dra. Nágila. Um outro ponto prejudicial é a insônia,que pode ser causada ou agravada pela cafeína em cardiopatas ou não.

Outro ponto que merece atenção éa famosa combinação do cafezinho com o açúcar: a quantidade ideal é de, nomáximo, 5g para cada xícara de 40 mL. Porções maiores podem ser danosas,principalmente aos diabéticos. Para contornar o problema, uma dica é autilização de adoçantes naturais, como os do tipo Stevia, que adoçam a bebida enão prejudicam a saúde do paciente.

“Deguste seu cafezinho, mas nãoesqueça dos cuidados com a saúde do seu coração”, finaliza a Dra. Nágila.

BUSCA EM NOTÍCIAS




Siga-nos