23 de outubro de 2019 - SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
COMPARTILHE:                          COMPARTILHE:

Projeto Infarto chega a Guarulhos para treinar profissionais de saúde da rede pública

Projeto Infarto chega a Guarulhos neste mês, dando sequência à programação de treinar profissionais da rede pública de saúde para reconhecerem e agirem rapidamente diante de casos suspeitos de ataque cardíaco. Entre segunda e quinta-feira da próxima semana, dias 23 a 26, médicos e enfermeiros de hospitais, UPAs, serviços de pronto-atendimento (PAs) e também de algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade serão capacitados por especialistas de ponta no Hotel Slaviero.

A iniciativa é da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), que firmou acordo com o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) para reduzir as estatísticas de mortes e internações por infarto nos municípios participantes do grupo.

Segundo o presidente da Socesp, dr. José Francisco Kerr Saraiva, a ação é de extrema importância no combate às doenças e óbitos pomotivos cardiovasculares. De acordo com dados da entidade, hospitais e unidades de saúde em que atuam os profissionais treinados pelo projeto registraram redução de 28,8% a 44,6% nas taxas de mortalidade por Infarto Agudo do Miocárdio (IAM). “Reconhecer e atuar sob um protocolo correto aumenta em até cinco vezes as chances de sobrevivência de pacientes que sofrem com esse quadro”, diz o especialista.

Para a médica Sílvia Puentes, do Departamento de Coordenação da Urgência e Emergência de Guarulhos, a capacitação vai conferir maior segurança aos médicos que atuam nos hospitais, serviços de pronto-atendimento e UPAs para a realização dos procedimentos necessários para o tratamento do infarto. “Isso vai refletir na melhoria da assistência prestada à população e contribuir para a redução do número de óbitos por infarto”, destaca.

Diretor do Centro de Treinamento de Emergências da entidade, dr. Agnaldo Píscopo explica que os instrutores da Socesp treinam os profissionais de saúde a reconhecer situações de emergência cardíaca já no primeiro atendimento, de acordo com os protocolos internacionais. Serão três treinos por dia, com duração de 4h cada, com 30 a 40 participantes por grupo.

No ano passado, a ação capacitou 300 médicos e enfermeiros da rede pública do Alto Tietê. A partir do acordo com o Condemat, a Socesp planeja treinar mais 400 profissionais no segundo semestre de 2019. Após esta primeira etapa, serão realizadas capacitações de equipes de apoio e conscientização da população sobre fatores de risco e sintomas do infarto.

Sobre o projeto

O Projeto Infarto foi criado em 2010, após a análise das taxas de morte por infarto feita pela Secretaria de Saúde do Estado. À época, foram eleitos mais de 70 hospitais, UBS, UPAS e SAMU de periferias que tinham alta taxa de mortalidade (maior do que 15%) e grande volume de atendimento por infarto.

Após essa etapa, foram levantadas as características e condições de atendimento na emergência, os profissionais envolvidos, as faixas etárias prevalentes, a avaliação do tempo de início dos sintomas e as necessidades para a realização do diagnóstico e do tratamento. A partir dessas informações, estabeleceu-se um plano de avaliação e reciclagem dos médicos e enfermeiras desses hospitais.

Serviço

Projeto Infarto em Guarulhos

Hotel Slaviero

Rua Rafael Balzani, 32, Vila Moreira

Dias 23, 24, 25 e 26 de setembro, das 7h às 23h

BUSCA EM NOTÍCIAS




Siga-nos